Blog

Back to Blog

9 atitudes que fazem de você uma pessoa desagradável

1. Falsa humildade

Todos nós conhecemos pessoas que gostam de se gabar por trás de uma máscara de autodepreciação. Por exemplo: o indivíduo que zomba de si mesmo por ser nerd quando na verdade quer chamar a atenção para o fato de ser inteligente ou a pessoa que tira sarro de si própria por ter uma dieta rigorosa quando o que realmente quer é que você saiba o quão saudável e regrada ela é. Embora muitos pensem que a autodepreciação disfarça o orgulho próprio, na verdade todos conseguem ver através dela. A autodepreciação, então, pode piorar as coisas, porque não se trata apenas de se gabar: é também uma tentativa de enganar.

2. Seriedade excessiva

As pessoas gravitam em torno dos apaixonados. É fácil para um apaixonado pela profissão parecer sério ou desinteressado nos outros, porque tende a mergulhar no trabalho. Pessoas simpáticas equilibram a paixão profissional com a capacidade de se divertir. Durante o expediente, elas pegam firme no batente, mas são amigáveis. Atingem bons resultados no trabalho e nas relações porque são socialmente eficazes em curtos períodos de tempo e capitalizam momentos sociais valiosos. Elas se concentram em ter interações significativas com os colegas, lembrando o que eles disseram ontem ou na semana passada. Isso mostra aos colegas que eles são importantes para alguém que tem amor pelo ofício — tão importantes quanto o próprio trabalho.

3. Não interagir em uma conversa

O maior erro que as pessoas cometem nas conversas é se concentrar no que vão dizer a seguir ou no impacto que aquilo que estão ouvindo terá sobre elas. Assim, elas deixam de escutar o outro. As palavras vêm em alto e bom som, mas o significado delas se perde. Uma maneira simples de evitar isso é fazer perguntas. As pessoas gostam de saber que você está interessado e se importa com o que está sendo dito. Você ficará surpreso com o respeito e a apreciação que pode ganhar em uma conversa simples, mas eficaz.

4. Violência emocional

Minha empresa fornece avaliações e feedbacks em 360º, e nos deparamos com muitos exemplos de pessoas que jogam coisas, gritam, fazem colegas chorar, e outros gestos de violência emocional. Assim que você demonstrar um nível desses de instabilidade, as pessoas vão questionar sua confiabilidade e sua capacidade de se manter em equilíbrio quando preciso.

Explodir com qualquer um, independentemente do quanto ele possa “merecer”, atrai uma quantidade enorme de atenção negativa. Você será rotulado como desequilibrado, inacessível e intimidador. Controlar as emoções pode deixá-lo no banco do motorista. Manter o controle dos sentimentos com alguém que o incomoda faz com que a outra pessoa pareça ruim, não você.

5. Checar o celular com frequência

Nada pode incomodar mais que uma mensagem de texto no meio de uma conversa ou mesmo uma rápida olhada no celular. Quando você se comprometer em conversar com alguém, concentre toda a sua energia nisso. Você verá que os diálogos serão mais divertidos e eficazes quando você se envolve com eles.

6. Autopromoção

É ótimo conhecer pessoas importantes e interessantes, mas usar todas as conversas como uma oportunidade para divulgar essas relações e se promover é pretensioso e bobo. Assim como a falta de humildade, as pessoas percebem a autopromoção. Em vez de fazer com que você pareça interessante, isso causa insegurança e insatisfação em quem estiver próximo de você. E diminui o valor do que você tem a oferecer. Quando você se atrela o tempo todo ao nome de gente poderosa, as conversas perdem a cor.

As pessoas são resistentes a quem está desesperado por atenção. Ser amigável e atencioso é tudo de que você precisa para conquistar os demais. Quando fala de maneira amigável, confiante e concisa, todos ficam atentos e interessados no que você tem a dizer. Os indivíduos são mais atraídos pela sua essência do que por quem você conhece.

7. Fofocar

As pessoas parecem horríveis quando se deixam levar pela fofoca. Falar sobre os erros ou infortúnios de outras pessoas pode causar mágoas, se a fofoca chegar até seu alvo. Falar de outras pessoas pode fazer você parecer negativo e rancoroso.

8. Ter mente fechada 

Se você quer ser simpático, precisa ter a mente aberta, se tornar acessível e interessante para os outros. Ninguém quer conversar com alguém que já tenha opinião formada e não esteja disposto a ouvir. Estar aberto é crucial no local de trabalho, onde o acesso pode significar novas ideias, troca e ajuda. Para eliminar noções preconcebidas e julgamentos, é preciso ver o mundo pelos olhos de outras pessoas. Isso não exige que você tenha as mesmas crenças ou concorde com os comportamentos: significa simplesmente que você deixou de pré-julgar para realmente entender o que os motiva.

9. Compartilhar demais

Conhecer pessoas exige uma boa troca, e falar demais sobre si mesmo é um equívoco. Tenha cuidado. Evite dividir problemas pessoais e confissões muito rapidamente. Pessoas simpáticas deixam que o interlocutor as guie para saber quando é a hora certa de abrir questões mais pessoais. O excesso de compartilhamento parece revelar um ego inflado e desequilibra a conversa. Pense desta maneira: se você está entrando em pormenores da sua vida sem antes aprender sobre a outra pessoa, a mensagem enviada é de que você a vê como nada mais do que uma caixa de ressonância para seus problemas.

Fonte das informações:  https://www.msn.com

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil

Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr

Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Blog